quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Milton Nascimento e Lô Borges - Clube da Esquina

Um dos mais importantes discos para a música de Minas Gerais e do Brasil todo, na minha opinião.
Esse disco lançado em 1972 mostra um Lô Borges bem novo, mas com composições de grandes mestres da música. Lançado em vinil duplo transformou-se em Cd simples hoje, mas sua grandiosidade não foi diminuída. Está classificado entre os 100 melhores discos brasileiros de todos os tempos.

Sons:
  1. Tudo que você podia ser
  2. Cais
  3. O trem azul
  4. Saídas e Bandeiras nº 1
  5. Nuvem cigana
  6. Cravo e canela
  7. Dos cruces
  8. Um girassol da cor de seu cabelo
  9. San Vicente
  10. Estrelas
  11. Clube da Esquina nº 2
  12. Paisagem na janela
  13. Me deixa em paz
  14. Os povos
  15. Saídas e Bandeiras nº 2
  16. Um gôsto de Sol
  17. Pelo amor de Deus
  18. Lilia
  19. Trem de doido
  20. Nada será como antes
  21. Ao que vai nascer

Clube da Esquina - 1972

Um comentário:

Magnocrata disse...

o Clube da Esquina é um disco que traz a síntese das vivências musicais da época, que era carregada de um novo sentido musical trazido pelas possibilidades de estúdio que começavam a evoluir cada vez mais.
os comparsas do Bituca souberam dar um sentido nativo às influências do rock, dos gêneros musicais derivados do samba e da bossa nova, e imprimindo uma identidade musical nunca mais vista fora deste contexto de criação do Clube.
lisergia, emoção, imagens e sons que exprimem um encontro mágico que, para o infortúnio dos fãs, nunca se repetirá